FANDOM


Logo ebvg

Logomarca ofical da EBVG 2011

O Projeto Eleições Brasileiras de Videogame (EBVG) é um projeto de formação político-cidadã e social voltado para as crianças e jovens brasileiros, iniciado em novembro de 2010, na cidade de São Paulo.

A principal atividade da EBVG consiste na realização, a cada dois anos (sempre na primeira semana de julho), de uma eleição virtual, simulando votações para todos os cargos eletivos, variando conforme os cargos em disputa no ano eleitoral. O intervalo de cada eleição é de quatro anos (conforme os cargos disputados), assim como no pleito oficial.

A primeira edição da eleição virtual dar-se-á entre os dias 11 e 18 de dezembro de 2011. Neste ano, os cargos em disputa serão: Presidente da República, Governadores de Estado, Senadores da República e Deputados Federais. O cargo de deputado estadual será introduzido na edição de 2014. A versão municipal (prefeito e vereador) da EBVG dar-se-á entre os dias 01 e 07 de julho de 2012.

HistóriaEditar

A ideia de realizar uma eleição em que os personagens de desenho animado e heróis são os candidatos aos cargos políticos começou a ser pensada antes do Referendo de 2005 (Sobre o comércio de armas e munição no Brasil). William de Jesus Silva, hoje com 17 anos, começou a acompanhar o Universo do voto ainda muito pequeno, aos 6 anos de idade. O primeiro contato de William com a política acontecera a partir do momento em que começou a assistir com maior frequência o horário político na TV, nas eleições municipais de 2000.

A partir daí, o jovem passou a decorar nomes de candidatos (inclusive do Legislativo), seus respectivos números, partidos e coligações. William também fazia questão de ir com sua mãe, Maria Rosa de Jesus Santos, à seção eleitoral nº 343, situada na Escola Canuto do Val (zona oeste de São Paulo). Em algumas ocasiões, o próprio William confirmava o voto da mãe na cabina de votação.

Na escola, ainda na época do Ensino Fundamental, brincava de ser candidato com os colegas e, aos onze anos de idade, tentou criar (em vão) um grupo de discussão política em sua classe.

"Achavam que eu era louco por gostar de política. Fico indignado com quem não se interessa por política, com quem só olha para o próprio umbigo.", diz o mentor da EBVG durante uma entrevista concedida ao repórter Gilberto Amendola Jr., do Jornal da Tarde, em setembro de 2011.

Nas eleições de 2006, a iniciativa de realizar uma votação para crianças e compartilhar seu amor pela democracia e pela política continuava restrita ao subconsciente do jovem. Era tanto que William até associava mentalmente alguns personagens dos jogos eletrônicos aos respectivos partidos políticos. Veja alguns exemplos:

  • Pac-Man: associado ao PT
  • Crash Bandicoot e Mega Man: associados ao PSDB
  • Mario Bros.: associado ao PMDB
  • Mickey Mouse: associado ao PP
  • Kratos (God of War): associado ao PCO
  • Sargento Magnuson (Medal of Honor): associado ao PRONA
  • Donkey Kong: associado ao PSOL
  • Shrek: associado ao PSC
  • Zelda: associado ao extinto PBM (criado em 1990, disputou apenas a eleição do Distrito Federal, obtendo a menor votação partidária da história do Brasil: apenas 480 votos)
  • Naruto Uzumaki: associado ao PDT, de Leonel Brizola
  • Capitão Douglas Falcon: associado ao PSDC (do ex-deputado constituinte Eymael)
  • Serena Tsukino: associada ao PSL

O mesmo aconteceu nas eleições de 2008, quando William começou a fazer novas ligações entre personagens e partidos, tomando como exemplo o personagem Tyler Dinky Doo, da série Pinky Dinky Doo. Este, por sua vez, foi associado ao Partido Progressista.

Mas a ideia das eleições para crianças só foi posta em prática a partir de 2010. Em abril, durante o Fest Art 2010, promovido pelo Instituto Dom Bosco (Bom Retiro), foi realizada uma apresentação teatral sobre as eleições daquele ano, na qual William era um dos atores, junto com os amigos Gabriel Alves, Danilo Cipriano, Lucas Henrique de Souza, Tamyres Santana, João Paulo Paiva e Vanessa Guilherme, cuja mesma cantou uma versão politizada de "Teto de Vidro", da cantora Pitty Leone. A letra teve seu refrão modificado ("Quem não tem teto de vidro, que atire a primeira pedra" foi trocada por "Quem nunca votou errado, que atire a primeira pedra"). A peça acabou vencendo o concurso.

Em julho, durante uma vistoria feita por representantes das empresas parceiras do Clube do Computador (atual Clube Digital), William produziu um tabloide de uma página denominado "Diário Popular". A manchete do impresso intitulava-se "Eleição de Videogame terá 14 presidenciáveis", e mostrava 14 "candidatos" à presidência da República, tal que todos eram personagens de jogos eletrônicos e desenhos animados.

Mas a partir de uma carta enderçada ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), Desembargador Walter de Almeida, escrita em novembro de 2010, a EBVG deu seu pontapé inicial. William encontrou na psiquiatra Júlia Catunda a principal incentivadora do projeto.

Desde então, várias atividades foram feitas, tais como a produção de dois vídeos com propagandas políticas fictícias e a confecção de camisetas com materiais ligados ao projeto.

Principais acontecimentos do projetoEditar

Entre novembro de 2010 e setembro de 2011, vários acontecimentos marcaram a curta trajetória da EBVG (que ainda terá uma longeva estrada de vida pela frente), entre eles:

Eventos futurosEditar

  • Oficina da EBVG na Casa das Caldeiras: será realizada no dia 06 de novembro de 2011, das 16h00 às 20h00, durante o evento Caldeira d a d a Diversidade, na Casa das Caldeiras, em São Paulo.
  • Lançamento do site oficial da EBVG, também durante o mês de novembro.
  • Realização da edição inaugural da EBVG, entre os dias 11 e 18 de dezembro de 2011; votação para presidente, governador, deputado federal e senador.